CRISES? ABENÇOEM-NAS!

Crise econômica, crise política, crise moral, crise mundial, crise pessoal, crise existencial, crise emocional… crise, crise e mais crise…

Ôh, palavrinha para meter medo, causar pânico, desestruturar mentes…! A ideia de caos nos apavora tanto que vivemos o caos antes mesmo que aconteça… E quase sempre o manifestamos.

Mas qual é o real sentido da crise? Crescer, renovar, transcender. Parece conversa de louco, mas não é. A ordem nasce do caos, quando este se agrupa em um extrato lógico.

Para entender isso, é preciso ter em mente que o universo é cíclico, ou seja, ele se repete. Tudo no universo se move de forma cíclica, espiral e infinita: o cosmos, os planetas, as nações, os seres humanos… porque somos todos UM, ou seja, emanações individualizadas da mesma Fonte, e as leis que regem o UM regem a todos.

Toda a Criação evolui com movimentos de ascensão/expansão/ordem e descenso/contração/caos, ciclicamente. As crises (ou caos) instalam-se quando aquela experiência chegou ao seu ápice de utilidade e é hora de mudança, de transcendência, cujo objetivo é capacitar todos os aspectos da Criação a administrarem a adversidade e integrarem as polaridades com uma energia construtiva.

Citemos um exemplo prático para facilitar o entendimento: a Bolsa de Valores. Não há ações que somente subam, como não há ações que somente desçam… todas sobem e descem, ciclicamente. O bom jogador na Bolsa de Valores é aquele que sabe que as ações que estão em alta irão cair, logo em seguida, não importa em que percentual de ascensão e descenso.

Não importa o país, não importa quem o governe, não importa que regime ou partido político o oriente: ele vai entrar em crise, mais dia menos dia, quando findar a experiência. Lancemos um olhar aos regimes políticos, porém, sem julgamentos. O Comunismo chegou ao seu ápice de experimentação e ruiu por si só; o Capitalismo está chegando ao seu nível de saturação e, também, ruindo por si só. Nascerá, em breve, um sistema integrando o que teve de positivo nos dois regimes para gerar algo que favoreça ao bem comum: NESARA/GESARA/BRICS/BII. Isso é integrar polaridades na 3D; esse é o jogo: experimentar os extremos de cada lado e selecionar o que gera construtividade.

E assim é com a economia, com a política, com os impérios, com os planetas, com a sua vida pessoal… Faça um retrospecto de sua vida e verá quantas vezes você subiu e desceu. Mas o importante é que, tanto subindo quanto descendo (ciclo), se ganha em experiência (espiral). É isso mesmo: você NUNCA perde… o universo também não.

Ao mesmo tempo em que se fala na transição planetária para uma era de luz, caos é o que se vê, dentro e fora de nós. Mas é o caos (desconstrução) que antecede a ordem, é a limpeza de energias densas retesadas, obstruídas ou camufladas, que necessitam ser liberadas para se estabelecer uma nova ordem, mais consistente, mais profícua, mais elaborada para todos.

Os processos de crise/caos/destruição e a nova ordem/reconstrução acontecem todos os dias (ciclo de tempo linear) dentro de você, com suas células e seus neurônios… Acontecem ciclicamente com sua vida profissional, sua vida afetiva, sua saúde… e perceba que de todas essas experiências de sobe/desce você sai mais forte e mais sábio.

Então, por que ter tanto horror à crise? Por que temer as mudanças? Por que viver agarrado a essa zona de conforto que só lhe traz a ilusão de segurança? O Universo NÃO É seguro… Viver NÃO é seguro: é aventura.

O Criador não admite mesmice, estática, segurança… Ele aplaude aquele que ousa, mesmo que tropece mais do que os outros. Lembram-se da parábola do filho pródigo, em que o pai festeja mais o filho aventureiro do que o filho “certinho”, mas estático?

Para o Todo (Criador) não existe bom e mau, certo ou errado, positivo e negativo… existe o que é funcional para o movimento de expansão dos universos manifestados.

Portanto, não renegue a crise, não amaldiçoe a crise, não tema a crise… Ame a crise porque ela lhe traz sabedoria, força, superação. A crise coloca para fora o seu lado divino, criativo, inventivo, reconstrutor… É uma oportunidade de superação e transcendência.

A crise é uma ferramenta divina de ascensão.

Conceição Vitor

2015

Projeto ÁGUIA: junte-se a nós!

Inscreva-se para ser notificado de nossas publicações, cursos e eventos. 

Responsive image

Maria da Conceição Vitor